DICAS NATAÇÃO EM ÁGUAS ABERTAS

Por Osni Jacó da Silva
DICAS NATAÇÃO EM ÁGUAS ABERTAS

Já nadei dezenas de maratonas e travessias aquáticas com distâncias entre 1500 e 7000m. Além disso, sou profissional de Educação Física e Médico especialista em Medicina do Esporte, por isso, me considero bastante experiente para dar alguns conselhos. Já vivi e presenciei diversas nas situações envolvendo iniciantes e nadadores experientes. 

Com o objetivo de ajudar os nadadores iniciantes e para prevenir problemas em provas de longa distância de natação resolvi divulgar algumas dicas que aprendi praticando, lendo ou ouvindo nadadores mais experientes:

ANTES DA PROVA:

1) PROCURAR SE INFORMAR SOBRE A PROVA.É muito fácil obter informações sobre a prova e os resultados de anos e versões anteriores. Atualmente o nadador tem facilidade para saber tudo sobre os eventos através de publicações e pelos sites mantidos pelos organizadores.

2) DESCANSAR DURANTE A SEMANA E NA NOITE ANTERIOR. Deve-se fazer treinos de velocidade mais curtos em duração, ou seja, diminuir um pouco o volume. Alguns nadadores costumam manter volumes muito altos ou até intensificar os treinos antes das provas, para não perder condicionamento, o que é um erro, pois vai chegar no dia da competição cansado. Opte por fazer a última semana mais leve. Você não vai perder o condicionamento em alguns poucos dias de treinos mais curtos.

3) TOMAR O CAFÉ DA MANHÃ HABITUAL.Isto não deveria ser novidade, mas como nos dias de competição toda a rotina está alterada, não é incomum que a refeição da manhã também seja alterada. Procure manter a sua rotina de alimentação inalterada. Hidrate-se com pequenos volumes de água ou outro repositor moderadamente, para não sentir vontade de urinar durante a prova.

4) USAR TRAJES E ÓCULOS AMACIADOS E NÃO ESQUECER O BLOQUEADOR SOLAR.Muitas vezes o atleta querestrear trajes ou óculos novinhos. Mas, não é bom correr o risco de sofrer um incômodo durante a prova por conta da roupa ou dos óculos novos. Um vazamento neste último pode comprometer toda a preparação que foi feita durante muito tempo. Usar um bloqueador solar resistente à água é fundamental mesmo em dias nublados ou no inverno.

5) IR PARA A PROVA, COM BOA ANTECEDÊNCIA, SABENDO EXATAMENTE O LOCAL DA RETIRADA DO KIT E DA LARGADA.Os participantes mais experientes já conhecem bem onde as provas costumam acontecer. Mas não é incomum que mudanças de última hora aconteçam. Especialmente em função das condições climáticas e de marés. Ás vezes o trânsito e as possibilidades de estacionamento também podem estar alterados em função do próprio evento. Quem chega atrasado para uma largada já começa a ter problemas e ficar ansioso antes mesmo do início da competição que pode ser comprometida.

6) USAR VASELINA NOS LOCAIS DE MAIOR ATRITO.Especialmente emdias mais frios, para os nadadores mais pesados e em percursos muito longos. Quando forem usadas roupas a base de neoprene, passar vaselina nos locais de maior atrito entre a roupa e o corpo como, por exemplo, o pescoço e as axilas para evitar assaduras que vão incomodar muito durante e após a competição.

7) ALONGAR COMO HABITUALMENTE.Fazer os mesmos exercícios que faz habitualmente, não inventar nada de novo. Também é indicado é que se faça um aquecimento, nadando solto pelo menos uns 10 a 20% do tempo de duração da prova, ou que se comece sem forçar, para ir acostumando a musculatura.

8) BEBER LÍQUIDO MODERADAMENTEANTES DA LARGADA. Ingerir muito líquido, “para começar a prova bem hidratado” pode fazer que você carregue um peso extra no estomago ou na bexiga, ou ainda que precise parar no percurso para urinar ou optar por nadar com este desconforto.

9) COLOCAR OS ÓCULOS BEM AJUSTADOS.Se eles se soltarem ou deixarem entrar água você vai ter problemas e vai ter que parar para arrumar e isto pode custar um tempo precioso.

10) LARGAR NUMA POSIÇÃO CONFORTÁVEL.Todo mundo quer sair o mais perto possível da linha de largada, para não perder tempo no momento em que o congestionamento é maior, especialmente em provas com muitos atletas. Se você não for um nadador muito rápido isto pode ser ruim, pois pode inclusive “ser atropelado”. O tempo que se ganha assim não é expressivo e não vale à pena passar por este stress.

DURANTE O TRAJETO

1) NÃO COMEÇAR A PROVA MUITO FORTE.Este aspecto por vezes está relacionado ao item anterior. Quem larga em ritmo acelerado por ter se posicionado na frente e faz os primeiros metros "voando", logo cansa. Mesmo para quem nada em bom ritmo, mas não é um atleta de elite, o recomendável é sair sem forçar demais, achando sua velocidade ideal logo depois e até se guardando um pouco para a parte final da competição, para uma chegada mais forte.

2) NÃO ESTABELECER UM RITMO RÍGIDO.Se for necessário, dependendo das condições da prova você pode alterar e ir mais lento ou mais rápido de acordo com a sensibilidade daquele momento ou com as condições da água, da correnteza, dos ventos, etc.

3) NÃO FICAR NADANDO EM ZIGUE-ZAGUE. Esta recomendação é óbvia, uma vez que qualquer pessoa sabe que o mais lógico é nadar o mais reto possível. Além disso, ficar ziguezagueando acaba cortando a frente dos outros, além de prejudicar seu próprio rendimento, uma vez que acabará fazendo uma distância maior.

4) TANGENCIAR AS BÓIAS O MAIS PRÓXIMO POSSÍVEL.Aqui a questão é alertar para que a pessoa nade a menor distância possível. Ou seja, quem nada certinho, completa o menor trajeto, enquanto os outros fazem alguns metros mais o que faz muita diferença.

5) NÃO LEVAR SUPLEMENTOS PARA PROVAS CURTAS.Em eventos de curta distância não é necessária qualquer suplementação para repor a energia perdida. Até porque a absorção por parte do organismo demora algum tempo, daí tal ingestão não fazer qualquer diferença em provas curtas. Além de perder tempo parando para ingerir o suplemento.

6) NADAR O MAIS RELAXADO POSSÍVEL.Nadar muito tenso é prejudicial para o rendimento do atleta. Procure relaxar os ombros e nadar o mais solto e alongado que puder. Deixe para fazer o maior esforço no final.

7) PRESTAR ATENÇÃO NOS OUTROS NADADORES.É comum haver um congestionamento de nadadores próximos às bóias. Também é comum que alguns deles dêem pernadas do nado peito para contorná-las. Por isto preste muita atenção para não levar uma “pezada”, pois isto pode ser perigoso.

8) MANTER A CALMA E PROCURAR DESFRUTAR AO MÁXIMO.Aproveite a competição e procure incrementar as amizades e aproveitar as viagens e deslocamentos. Não faça da sua participação uma batalha. Pense em coisas boas e procure relaxar sua mente.

Boas braçadas!

Osni Jacó da Silva

6 comentários

  • Marcelo Frick.
    Marcelo Frick. Sábado, 02 Dezembro 2017 21:13 Link do comentário Relatar

    Já nado há tempos no Flamengo,por condicionamento físico e mental,e sem qualquer compromisso.Tenho a intenção de fazer alguma atividade,tipo travessia,para este 2018.Porém aqui pelo RJ,embora acompanhe pela mídia,não vejo muitas oportunidades e variedades,embora sejamos literalmente uma cidade com muito forte vínculo com o MAR.Tenho 61 anos.Podem manter-me informado ?Att.Marcelo Frick.

  • Jeferson
    Jeferson Quarta, 08 Novembro 2017 02:35 Link do comentário Relatar

    Joia, ok

  • Guilherme
    Guilherme Sexta, 20 Outubro 2017 02:29 Link do comentário Relatar

    Excelente, obrigado!

  • Daniel Schlichting
    Daniel Schlichting Quinta, 05 Outubro 2017 11:14 Link do comentário Relatar

    Dr. Osni é profundo conhecedor do assunto e um grande amigo. Falou com extremo conhecimento de causa e com muita propriedade.

  • Daniel Schlichting
    Daniel Schlichting Quinta, 05 Outubro 2017 11:14 Link do comentário Relatar

    Dr. Osni é profundo conhecedor do assunto e um grande amigo. Falou com extremo conhecimento de causa e com muita propriedade.

  • Regina
    Regina Sábado, 09 Setembro 2017 15:56 Link do comentário Relatar

    Otimas dicas !!

Entre para postar comentários